PARA PENSAR

"Ninguém liberta ninguém, ninguém se liberta sozinho, as pessoas se libertam em comunhão." Paulo Freire

segunda-feira, 21 de junho de 2010

PLANEJAMENTO:CARTOGRAFIA



CURSISTA: Rosana Dias Gomes Lucas
FORMADORA: Auta Fernandes Costa
ATIVIDADE: Planejando uma aula com Hipertexto
IDENTIFICAÇÃO
Tema: Cartografia
Turma - 3ª série Ensino Fundamental
Disciplina – Geografia
Duração- 2 aulas
OBJETIVOS
Utilizar a observação, descrição e internet para identificar diferentes paisagens e a partir da paisagem local e se localizar através de referências espaciais e temporais

METODOLOGIA

• Levar mapas para sala de aula
• Levar os alunos para o pátio e trabalhar os pontos cardeais
• Observação do sol onde aparece e desaparece
• Levar desenho de uma bússolas para a sala de aula
• Levar ao LABIM para verificar mapas, conhecer bússolas e os pontos cardeais.
• Atividade “Mapa do Brasil” colocar as capitais utilizando a internet. www.google.com.br
Quebra- cabeça Mapa do Brasil: site: www.cambito.com.br

RECURSOS:
• Mapas
• Figuras
• Computador
• Máquina Fotográfica
PLANEJAMENTO: CARTOGRAFIA

CURSO:Tecnologia na Educação ensinando e aprendendo com as TICs


CURSISTA: Rosana Dias Gomes Lucas

FORMADORA: Auta Fernandes Costa

ATIVIDADE: Planejando uma aula com Hipertexto



IDENTIFICAÇÃO

Tema: Cartografia

Turma - 3ª série Ensino Fundamental

Disciplina – Geografia

Duração- 2 aulas



OBJETIVOS

Utilizar a observação, descrição e internet para identificar diferentes paisagens e a partir da paisagem local e se localizar através de referências espaciais e temporais

METODOLOGIA

• Levar mapas para sala de aula

• Levar os alunos para o pátio e trabalhar os pontos cardeais

• Observação do sol onde aparece e desaparece

• Levar desenho de uma bússolas para a sala de aula

• Levar ao LABIM para verificar mapas, conhecer bússolas e os pontos cardeais.

• Atividade “Mapa do Brasil” colocar as capitais utilizando a internet. www.google.com.br



RECURSOS:

• Mapas

• Figuras

• Computador

• Máquina Fotográfica

terça-feira, 13 de abril de 2010

Curso " Tecnologias na Educação: Ensinando e aprendendo com as TICs

O curso está capacitando os cursistas na criação do blog. Será muito bom compartilhar com todos, as atividades e idéias desenvolvidas por todos nós. Esta sendo uma experiência muito gratificante está criando o primeiro blog de muitos que virão.

QUEM SOU COMO PROFESSOR E APRENDIZ?

Nesta última década a escola tem tido um avanço muito grande com as tecnologias e isso demonstra que estamos tentando acompanhar a sociedade e as mudanças, pois quando o aluno chega à escola ele já teve acesso a muitas horas de televisão, computadores e outras tecnologias.
A chegada das TICs nas escolas tem sido usado como subsídios para a aprendizagem dos alunos e dos próprios professores. Se os professores não acompanharem essas mudanças, não serão capazes de despertar a curiosidade e interesse dos alunos.
Nesse contexto, ser professor aprendiz deve ser o objetivo diário de cada um, pois a estagnação pode trazer sérias conseqüências para os que ainda tentam resistir às mudanças.
O educador não precisa ser “perfeito” para fazer um grande trabalho. Fará um grande trabalho na medida em que se apresenta da forma mais próxima ao que ele é naquele momento, que se “revela” sem máscaras, jogos. Quando se mostra como alguém que está atento a evoluir, a aprender, a ensinar e a aprender. (José Manuel Moran).
Portanto a aprendizagem deve ser contínua, onde aluno e professor devem aprender juntos. Sendo o educador um mediador e um estimulador dessa aprendizagem.

Sugestão de sites educacionais

  • *www.vivenciapedagogica.com.br *www.klickeducação.com.br *www.oeducador.net *www.tvcultura.com.br *www.educared.org.br *www.diaadiaeducacão.pr.gov.br *www.memorial.sp.gov.br

O que é hipertexto?

Loading...

Hipertexto

Hipertexto é uma forma de embutir dentro de um texto, outro texto através de links e hiperlinks.

a) As características do hipertexto são:

• Não - Linearidade: onde não há caminhos pré-definidos a serem seguidos; o usuário tem a liberdade de seguir o próprio caminho, pode definir da forma que achar mais apropriada o domínio do qual vai se utilizar, criando, por exemplo, o seu próprio.

• Multilinearidade: quando há vários caminhos já prontos, linhas que podem ser seguidas; não pode-se interferir em links já prontos, ha apenas vários links que podem ser utilizados.

• Modularidade: é a possibilidade de moldar, encaixar da forma que a pessoa quiser na Web um domínio, como por exemplo ao montar um blog ou um fotolog.

• Estrutura de rede: criar links, estruturando de forma a ''ligar'' as informações. ( Blog Comunicação e Multimídia)

Tenho acesso a internet há 10 anos, e por mais que navegasse e entrasse em links, nunca tive a curiosidade de saber como era feito. Fiquei surpresa e feliz ao aprender colocar um link num texto. Com certeza o link facilitará de forma sistemática o trabalhado realizado na escola. Cada aprendizagem está sendo um avanço no meu mundinho de apenas olhar a internet como uma telespectadora, hoje me sinto dentro dessa rede, ainda como aprendiz, mas com grandes expectativas que logo sairei deste patamar.